iecps

teste

…..

Turbilhão (1964)

Turbilhão é a primeira publicação de Pedro Onofre, seu primeiro livro de poesias, editado e publicado no limiar da Ditura Militar no Brasil. Continue lendo

Teatro 4 (2015)

Eis que Pedro Onofre resolve publicar o seu Teatro 4, o quarto volume de suas peças teatrais. Desta vez, duas peças curtas, de fácil montagem, em razão do número de personagens, cujos enredos prendem o espectador desde a primeira cena. A primeira, Bebgor, uma peça que remonta à ditadura brasileira, mostra o conflito de um juiz de direito que, tendo sentenciado injustamente um preso político, terminou por levá-lo ao suicídio. Com essa peça, de certa forma, Pedro Onofre revolve os tempos de chumbo da ditadura civil militar e possibilita a discussão das inúmeras sentenças injustas proferidas naquele período, mas também nos alerta para a necessidade de nos mantermos sempre vigilantes e atentos para que nunca mais se instale uma ditadura neste país. Continue lendo

Programação Completa

Veja a programação completa do Circuito Penedo de Cinema Continue lendo

BEBGOR no Deodoro

Estreia nesta-quinta-feira, dia 17 de novembro, a peça Bebgor, de autoria do dramaturgo Pedro Onofre Continue lendo

Bebgor e Nemesis: entrançados da rede de Pedro Onofre

Eis que Pedro Onofre resolve publicar o seu Teatro 4, o quarto volume de suas peças teatrais. Continue lendo

Contribuições para uma Política Cultural (2002)

“Contribuições para uma política cultural” representa a tentativa de reunir em um livro alguns momentos relevantes da minha vida, dedicados aos embates da cultura, máxime ao estudo, à administração e ao planejamento de estratégias e ações concretas nessa área existencial das sociedades humanas. Continue lendo

CINE ARTPOPULAR: uma proposta de democratização do acesso ao cinema nacional em Alagoas

Este Artigo busca descrever as atividades desenvolvidas pelo projeto CINE ARTPOPULAR, contemplado pelo edital Proext Cultura 2008 e implementado a partir do segundo semestre de 2009, objetivando a introdução de novos espaços de exibição pública e gratuita de cinema nacional, inicialmente previsto em número de três, mas efetivamente implantado em quatro municípios alagoanos. Assim, partimos de um breve panorama histórico dos espaços de exibição fílmica (comerciais e não comerciais) nestas cidades para discorrermos sobre as atividades realizadas pelo projeto e assim refletirmos sobre a importância de iniciativas deste porte, que busquem democratizar o acesso aos bens culturais produzidos no país, neste caso em especial, aqueles relacionados à sétima arte. Continue lendo

Os Festivais de Cinema de Penedo (1975-1982): impactos para o turismo local

O presente trabalho busca refletir sobre o Festival Brasileiro do Cinema de Penedo. Realizado com a pretensão de contribuir para o desenvolvimento da atividade cinematográfica naquela região, o Festival realizou-se por oito anos consecutivos (de 1975 a 1982). Este texto busca recuperar um momento histórico-cultural importante para aquela cidade que protagonizou, naquele período histórico, o mais importante evento cinematográfico da região Nordeste, evento este que colocou a pequena, ribeirinha e histórica cidade são-franciscana como um dos mais importantes destinos turísticos da região. Continue lendo

Devemos espetacularizar a cultura popular

Movido pela excelente critica de Maclém Carneiro, publicada no Caderno B do jornal Gazeta de Alagoas da última quarta-feira (26/08), sobre o show “30 Anos de Asfopal”, para o projeto Teatro Deodoro é o Maior Barato, com grande repercussão nas redes sociais, levantei alguns questionamentos: Continue lendo